Réveillon: Como povos ao redor do mundo comemoram a virada de ano?


Compartilhe este conteúdo com seus amigos

Para a maioria dos brasileiros, o Ano-Novo é sinônimo de muitas comemorações e alguns rituais: vestir roupa branca, pular sete ondas na praia, comer lentilhas. Mas como essa data é comemorada em algumas partes do mundo?

Vietnã 

Data definida pela astronomia, o Ano-Novo hindu também é conhecido como a Festa das Luzes e ocorre em outubro.

Essa data marca o mito sobre a deusa Lakshmi, que simboliza a prosperidade. É uma celebração cheia de significados, entre eles o retorno de Hamma e Sita, que são reencarnações de Vishnu, o deus sustentador do universo, além do resgate de Lakshmi das mãos do demônio.

Segundo a crença, os deuses apenas enxergam o caminho de volta porque ele é iluminado pela população. Por isso, as casas recebem, durante cinco dias de comemoração, luzes e incenso de todas as formas. E, no primeiro dia do ano, familiares e amigos trocam presentes, e ocorre a tradicional queima de fogos, sempre com a intenção de destruir as forças do mal.

Espanha

As comemorações de fim de ano na Espanha começam bem antes do Réveillon: já no dia 22 de dezembro, a loteria de Natal marca o início do período festivo.

É uma data bastante comemorada em toda a Espanha e, na verdade, já está englobada nas comemorações do Natal. Ela dura até 6 de janeiro, o Dia dos Reis Magos, que é muito esperado pelas crianças, pois é quando elas recebem os seus presentes.

Na véspera de Ano-Novo, uma multidão se reúne na Porta do Sol, no centro de Madri, e acompanha as 12 badaladas do seu relógio. Cada uma das badaladas é seguida de uma uva, e, depois de todos comerem as 12 uvas, seguem as comemorações. As pessoas se abraçam e tomam uma taça de espumante, a cava.

Réveillon: Como povos ao redor do mundo comemoram a virada de ano?

Itália

Na Itália, o último dia das comemorações de Ano-Novo é o 6 de janeiro, com uma celebração que mobiliza italianos de todas as idades.

Na Itália, existe uma comemoração muito grande no fim e começo de ano, para a Befana, que é uma bruxa boa. Nesta época, as cidades ficam cheias de bruxinhas, e as crianças se envolvem também, porque é a Befana quem traz os presentes para elas.

O Ano-Novo italiano, o Capodano, também é palco de muitas comemorações, mas de uma forma geral, segundo Bertonha, elas são menos grandiosas do que as brasileiras.

China

O vermelho e o dourado são as cores oficiais do Ano-Novo na China, onde a celebração dura cerca de uma semana no primeiro mês de seu calendário. Ao contrário do Brasil, não se usa o branco, pois é a cor da morte para os chineses.

Como esse povo segue o calendário lunar, a celebração varia de data.

O Ano-Novo chinês também é feriado em diversos países onde há uma grande população chinesa, como Malásia e Cingapura, e milhares de bombinhas são soltas para afastar o mau-olhado.

Réveillon: Como povos ao redor do mundo comemoram a virada de ano?

Alemanha

Como em diversas partes do globo, o Ano-Novo é recebido com muitas luzes e fogos de artifício na Alemanha, mas tem hora certa para começar e acabar. Enquanto o porco e a carpa são pratos certos na ceia de Réveillon, as aves estão banidas pelos alemães, pois eles acreditam que elas podem voar com a sorte pela janela. Pratos como raclete e fondue também são bastante comuns, principalmente na mesa das famílias mais modernas.

E atenção: se você encontrar um limpador de chaminés na rua, parabéns, você terá muita sorte no ano que começa. Para os alemães, a chaminé é um elo entre o céu e a terra, e o trabalho desses profissionais é limpar as impurezas e abrir caminho para o ar puro. Outro símbolo de sorte é a joaninha que, segundo a crença, é mensageira divina, protetora das crianças e curadora dos doentes. Portanto, se encontrar um desses pequenos insetos, nem pense em matá-lo, ou então já começará o ano com bastante azar.

Portugal

Em algumas regiões de Portugal, como na cidade de Bragança, em Alto Trás-os-Montes, o fim e o começo do ano são mais importantes do que o Natal e a véspera do Ano-Novo.

Os principais dias de celebração são 26 de dezembro e 1º e 6 de janeiro, quando é comemorado o ciclo das festas dos santos Reis. E foram essas festividades que originaram o Dia de Reis celebrado também pelos brasileiros, são rituais da afirmação da virilidade dos rapazes, uma espécie de recordação das festas medievais. É uma festa de uma sociedade agrária, numa época em que a terra não produz quase nada em função da neve, e vivem dos alimentos que sobraram, pois é a época mais pobre do ano.

Réveillon: Como povos ao redor do mundo comemoram a virada de ano?


Já sabe onde vai passar o Réveillon? Hospede-se no Mirante Hotel, sua melhor opção de Hotel em Foz do Iguaçu.

Ligue: +55 (45) 3028-0800

WhatsApp: +55 (45) 9915 3960

E-mail: [email protected]